Samurais na Colônia

Matéria publicada no Jornal Nippak
11 a 17 de Fevereiro de 2016 – Página 9

clique na imagem para ampliar

Jornal Nippak

São Paulo 11 a 17 de Fevereiro de 2016
Niten realiza treinamento em Pinhal com 50 participantes

“Lapidar as técnicas antigas dos samurais, o Kenjutsu, em meio à fértil terra cultivada pelos imigrantes japoneses, foi uma singela homenagem que pudemos fazer aos nossos antepassados.
Estou imensamente agradecido pela hospitalidade a nós oferecida pela comunidade local de Pinhal, e pela oportunidade de colocar em pratica o Kendo Caminho: reverenciar os nossos antepassados e dar vida às antigas tradições”

Com essas palavras, Jorge Kishikawa, presidente e fundador do Instituto Niten deu início a concentração para treinamento intensivo que reuniu cerca de 50 alunos do Instituto vindos de todas as regiões do Brasil como Manaus, Salvador, Porto Alegre além de alunos também da Argentina participaram dos 3 dias (29, 30 e 31 de janeiro) de exaustivos treinamentos.
O treinamento teve foco principalmente no Kenjutsu combate. Dentre os tópicos abordados, tivemos noções de Kendo, arbitragem para Kenjutsu e Naginata, técnicas de 2 espadas, espada curta e contra- -ataque com todas as armas, além dos Katas do Tenshin Shoden Katori Shinto Ryu e Estratégia de Combate.
Nesse evento, houve a aprovação para graduações altas, como 2º Dan de Kenjutsu e também Wenzel Bohm, Coordenador Geral do Instituto Niten e também um dos alunos mais antigos do Sensei Jorge Kishikawa, recebeu o pergaminho de “Menkyo” (equivale a professor de alta graduação) do Estilo do Hyoho Niten Ichi Ryu de Miyamoto Musashi.
Segundo Amano, responsável pelo Budokan onde foi realizado o treinamento, o senso de disciplina, respeito e organização do Instituto Niten é formidável, mas o que mais o impressionou foi ver a alegria com que os alunos executavam cada ação.
Uma dessas ações que mais o deixou sensibilizado foi ver os alunos, voluntariamente, fazerem a limpeza do dojo – o que o pegou de surpresa, pois teve que se desdobrar para arrumar os materiais de limpeza.

“Estou profundamente admirado em ver que no Niten se ensina o Caminho literalmente e isto se deve, com certeza, ao sensei Kishikawa. Nunca vi algo igual e só tenho a dizer que estou muito agradecido e feliz por estar ao lado de um grupo do Kendo Caminho que faz do zelo uma das principais virtudes em sua
prática”, destacou Amano.